quarta-feira, 24 de julho de 2013

Sonho involuntário

 

vontade de amar

Sonho involuntário

Quando todo o calor do sol
em ondas invisíveis se transporta
vencendo o espaço tão grande
uma só onda de amor se expande...

Esse sol solitário brilha intenso
e em forma de luz te acorda
tentando tocar-lhe a face.

E percebe que a distância
vence suas ondas de amor
e dissipa suas mãos quentes
que desaparecem sem te tocar...

O sol diz que não sente
mas em seu peito inocente
uma chama não quer apagar...

Esse astro brilha intensamente
e não cansa de trazer-lhe calor
esperando que tu te libertes
do planeta pequenino
e também venha viver no espaço
de mãos dadas em eclipse
vivendo um momento de amor...

Um eclipse imaginário
sonho involuntário
de um poeta incandescente
vivendo um sonho de amor.

Mando Mago Poeta 23:15 19/5/2012