terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

A mulata

Ela vestiu a cor da rosa,
saiu na avenida encantada,
em sua beleza sem igual,
sorriso lindo, como um cristal.

Mulata mais bela nunca vi,
linda cor, jeito sensual.
Sabe rodar com tal encanto,
no samba enfeita o carnaval.

Mulata, orgulho brasileiro,
herança africana divinal,
o sangue guerreiro em sua veia,
o negro é alegria musical.

Vai beleza negra!
Mostra que tem ginga na avenida,
vamos alegrar o nosso povo,
que dança por que ama a vida!

Mando Mago Poeta 18:13 9/2/2010