segunda-feira, 7 de julho de 2008

Vivendo um...



§ Dilema §

Em meu cálice transparente

Vejo tua imagem refletida

Transborda minha alma carente

Sopra teu hálito quente...

Nas noites frias, solitário,

Busco o aconchego na ilusão

Perdido em meus poemas

Busco você em vão...

Sei que nunca estarás comigo,

Que semeio amor no vento

Ainda assim, penso em ti

Que és meu único ungüento.

O tempo, contigo não passa,

Pára o relógio da vida,

Um dia será diferente...

Talvez me seja esquecida.

Seus olhos ainda me prendem,

Nessa louca e confusa vida,

Me liberto da geleira...

Aprisiono-me num oásis,

Em desértica terra esquecida...


Mando Mago Poeta

7/7/08