quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Espera

Ampulheta

Espero o dia chegar
o ônibus passar
o motorista parar
o café esfriar

Espero a tarde chegar
o Trem parar
a multidão caminhar
os passageiros descerem

Espero o ônibus não quebrar
minhas pernas aguentarem
meus filhos abraçarem-me
o jantar esfriar

Espero a inspiração chegar
a poesia escrever
o coração parar de bater...

Espero, tu esperas, ele espera
só a vida não espera!
O tempo não espera...
O rio
o Mar
o vento!

Sou muito ansioso...
Espero por um segundo
que já é muito tempo!

Mando Mago Poeta 18:06 18/4/2012