quarta-feira, 18 de julho de 2012

Um amor e o tempo





Um amor e o tempo

já não conto as horas
elas passam feito meteoros
rompendo meus dias vazios sem você.

Desisti de pensar em futuro
e vivo um passado, não tão distante
quando você e eu estávamos juntos
e tão perto do coração...

Colhi estrelas nos seus olhos
andei por campos floridos
em seus abraços e beijos...

fui feliz em seu amor
como peixe no mar sem pescador!

Hoje sou a presa da solidão
perdido e só nesse mar
sem barbatanas para nadar...

Quero uma vida ao seu lado
mas já estou cercado...
De predadores e do grande mar!

Mando Mago Poeta 18:50 25/3/2012