quarta-feira, 18 de julho de 2012





Asas

Quando um rio de lágrimas brota nos olhos,
Quando ondas arrebentam no peito
derrubando toda esperança da vida...

Deito minhas asas nas lágrimas
e percebo que elas não ficam pesadas
apenas deixam gotas caírem ao chão
quando me levam ao límpido azul do céu!

"Posso chorar abundantemente,
mas nada me impede de voar!"


Mando Mago Poeta 19:37 25/3/2012