quarta-feira, 18 de julho de 2012




A poesia

A poesia me supre de verdades
que nem sempre se pode contar
cumpre o papel de dizer de saudades
de amores e dores que a noite vem me embalar...

É as vezes, o suplício
em outras o alívio imediato
de tantas emoções, um vício
que me toma claro e sensato.

A poesia é meu mar
meu alento!
É minha dor e tormento
que me impele sempre a amar...

A poesia é minha alma nua
repleta de sentimentos
muitos deles são lamentos
mas também verdade crua.

É meu álibi tão certo
meu sopro de alegria e amor
meu batimento incerto
de um coração tonto, mas cheio de cor!

A poesia é reflexo de minha musa
alegria e amor estampados no peito
e quando me deito
é o desenho perfeito que o sonho de uma vida reclusa...

A poesia é meu penar,
meu viver
meu amar
meu sentido de direção...

...Que faz me perder!
"Sem a poesia não sei mais viver..."

Mando Mago Poeta 19:20 11/3/2012