quarta-feira, 18 de julho de 2012




Lua e o poeta

Seu véu negro e transparente
cobrindo todo seu corpo
incitando-me a ver sob ele
o branco de sua pele macia

Eu, calado na madrugada
descendo aquela escada
com os pés no chão
e o coração na mão...

E você sempre sorridente
em um abraço envolvente
Fez a Lua no céu brilhar
e o poeta sonhar!

Sonha poeta na saudade
que seu amor, no véu partiu
e a poesia um dia surgiu
para apenas lhe revelar...

e você veio novamente na claridade
com o luar nos olhos verdes
e fui vencido pela saudade
nos seus braços de amor e amizade.


Mando Mago Poeta 21:37 18/3/2012