terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Felicidade atrevida

 

Sei que as vezes pareço criança,
que jogo flores no vento,
e sorrisos, como pólen vão voando...
Não estranhe meu comportamento,

apenas quero dividir a esperança,
o prazer de viver o momento,
com o coração flutuando,
Ah! não quer dividir meu momento?

Pois sou todo sorriso agora,
e apaixonado pela vida,
e se gosto tanto de você,
só posso te mimar, mesmo que seja...

de uma forma mais atrevida!

Mando Mago Poeta 14:53 7/12/2010