sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Sonho de amor

Hoje, minhas mãos tocaram seu rosto,
um breve momento detive-me a te olhar,
sentido a suavidade de sua pele...
enquanto ficava a sonhar.

Pareceu-me uma eternidade, esse toque,
onde você lançava esse sorriso tímido
como se fosse uma estrela cadente,
iluminando minha face.

A proximidade de nosso corpo,
o magnetismo que nos atraía,
eram forças quase invencíveis
como a de uma estrela que caía!

Resistir a esse momento era impossível.
Não deixar minhas mãos laçarem sua cintura,
trazer-te junto a mim, nessa emoção tão pura,
não poderia resistir ... Lancei-me em seus braços.

Se me fosse proibido te amar assim,
sei que ainda não resistiria a esse amor!
E,  embora não passe de um sonho,
cada momento ficou gravado em mim.

Ainda sonho, como um menino...
para que um dia esse sonho se realize,
materializado pelo meu desejo,
até que você se conscientize...

que te amo de verdade!

Mando Mago Poeta 09:43 5/11/2010