segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Cidade caos

criancaderua

Há dias em que penso
que tudo será diferente
nenhuma criança na rua
nenhum mendigo, indigente...

Há dias que me são uma tortura
Andar sem segurança na rua escura
Com luzes opacas e fumaça narcótica
nas noites dessa cidade caótica...

Há dias que nem quero sair
fico sentado na varanda
olhando o Sol cair
e eu na mesma ciranda...

Há dias que parecem noite
jovens se drogando no portão
polícia buscando propina
os pensamentos viram açoite
esmagam meu coração
enquanto eu dobro a esquina!

Há dias que quero ser mais forte
para poder mudar o que me cabe
e amparar os que não tem sorte
ajudar mais-já que pouco fazemos-, quem sabe...

Mando Mago Poeta 21:46 7/12/2009