quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Querência


Não saberia onde morar
se me perdesse nessa inocência
Na metrópole engarrafada
Louca São Paulo, minha querência
Síndrome da velocidade
multidões nos trilhos frios
no colorido desta cidade
 

Mando Mago Poeta 23:39 5/11/2009

http://www.poetasdelmundo.com/verInfo_america.asp?ID=5502