domingo, 23 de janeiro de 2011

ABC DO POETA – B - D

Batimento

Esse batimento
É uma cadência,
que faz meu coração dançar,
ao ritmo de teu corpo...

Essa sensação agita,
E aflita me surpreendo,
nunca me arrependo.
Me rendo...
És tu princípio, precipício e fim.

Mando Mago Poeta Elvira Sininho
01:30 16/1/2011

……………………………………………………………………………..

Beijo frio

Não me interprete mal
se meu beijo hoje está frio
é que dormi ao relento
tentando chamar sua atenção...

Você não abriu a janela
nem ouviu a serenata
de meu pobre coração!

Dormi na calçada fria
cantando minha melodia
que você sequer escutou...

Mando Mago Poeta 21:54 11/1/2011

……………………………………………………………………………..

Deixa Chover

...Deixa chover versos, pois os versos só inundam o coração!

Mando Mago Poeta 22:51 13/1/2011

……………………………………………………………………………..

Desejo

De todo meu amor que canto,
encanto dos momentos felizes
há impregnado na garganta
o sabor dos beijos molhados.

Em cada partícula de suor
deixada na pele quente,
há um gemido de prazer,
um elo que se sente!

Inexorável desejo que consome,
seduz todo o ser que ama...
Esse desejo é como a fome!

Devora o momento e os sentidos,
e depois da gula quase infinita
esgota-se o corpo, no último gemido!

Mando Mago Poeta 23:04 7/1/2011

……………………………………………………………………………..

De súbito

de súbito vive o poeta
súbito amor
súbita morte

súbito desencanto,
súbito reencontro...
e de tantos repentes,
escreve tudo que tem
em pequenos versos... em pequenas vertentes!

Mando Mago Poeta 20:39 21/1/2011

……………………………………………………………………………..

Dorme, amor

Dorme, amor, o sono encantado,
que estarei sempre presente
feliz ao seu lado...

Dorme minha querida,
esquece o que passou
é só experiência de vida.

Dorme minha amada,
com meu calor em seu corpo,
te aquecendo a madrugada.

Dorme que quando acordar,
vai sentir o Sol sorrindo
e eu ao seu lado, ainda vou estar.

Mando Mago Poeta 22:07 13/1/2011

……………………………………………………………………………..