domingo, 12 de fevereiro de 2012

debora e mando2

Debora Neves

Quando seu sorriso de luz, invadiu meu ser
estrelas despencaram em uma chuva brilhante,
como um imenso arco-íris a florescer
em um jardim colorido no céu!

Tantas luzes cobriam as nuvens alvas,
refletindo o colorido emocionante
do jardim de flores celestes tão calmas
descendo em uma ciranda alegre, juntas formando um véu...

O véu que lembrava seu nome
Em cada sorriso dos anjos inocentes,
Embasbacados, tolos, descrentes...
Riam os homens na terra,
Que só apreciam a guerra!

Mas sua alma de cores  e flores
veio ao planeta habitar
para lembrar dos anjos e das flores
em versos a nos emocionar.

Menina do véu de estrelas
emprestastes delas tantos brilhos
tantas flores coloridas
e nos entrega em forma de amor...

E como todos dizem que sou poeta,
prefiro nas poucas palavras dizer
"Sou um eterno, seu admirador!"

Mando Mago Poeta 23:13 3/2/2012
(De seu amigo de hoje e sempre...)