sábado, 14 de janeiro de 2012

Coração de pedra

1921970

Coração de pedra

E como não podia deixar de ser
um vento forte abateu-se as emoções
e levou dos corações apaixonados todo amor,
deixando apenas saudade e dor!

Foram momentos felizes à beira do mar,
vendo navios tão calmos ao longe
como peixes a flutuar...

Deitados na areia quente sob o sol,
seus corpos eram cada um, um anzol
pescando sentimentos no ar.

e depois de uma tormenta triste
o vento soprou tudo de belo que existe
deixando os corpos a naufragar
em lágrimas salgadas do mar!

Foi uma triste despedida
mas em uma paixão desmedida
os corações repletos de dor
viveram um triste queda!

Sobre o efeito da brisa
transformaram-se em pedra
dois corações amantes
um dia serão distantes

esculpidos pelas ondas do mar...

Mas como tudo na vida é cíclico
retornarão novamente ao mundo
corações endurecidos de dor
refazendo uma longa jornada
para reaprender o  amor!

Mando Mago Poeta 18:29 16/12/2011