sábado, 14 de janeiro de 2012

Amor, eterno amor!

1231861908_sonhos

Amor, eterno amor!

Queria virar as páginas do tempo
e reviver cada momento
onde você estava em meus braços
entre beijos, carícias e abraços

Queria escrever meu livro agora
e poder descrever esses instantes
de intimidade e amor que aflora
eternizando nossos corpos amantes

Em cada doce sílaba das declarações
sonetos divinos de amor e verdade
nós somos almas unidas pela eternidade
despertas nesse mundo de separações...

Mas a cada vida nos unimos novamente
e nosso amor acorda em nossas lembranças
pois nascemos e morremos crianças
e nunca amadurecemos esse amor em semente

talvez a vida nos separe um dia
pela morte do corpo ou pela desarmonia
mas o meu amor será para todo o sempre
e nos unirá no mesmo verbo de mil formas diferentes

nada nos separa da eternidade do amor
que o destino, no sopro Divino criou!

Mando Mago Poeta 19:20 4/12/2011