sábado, 14 de janeiro de 2012

Cavalgada no céu

af12[1]

Cavalgada no céu

E cavalguei solitário pelo céu
buscando o sentido da vida!
Deparei-me com astros e constelações,
vislumbrei o infinito da Criação...

Rompi de meus olhos, o véu!
encontrei a esperança querida,
deitada nas nuvens das ilusões
acenando despretensiosa ao meu coração...

Pois que tudo na vida segue!
Tudo evolui, modifica...
Somente a alma segue seu curso infinitamente
somente a essência é que fica!

Mando Mago Poeta 10:51 29/12/2011