terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Olhos alaranjados

1167849048_9f9418ebe2

.

Olhos alaranjados

Debrucei-me na janela do sonho
tentando ver a vida real com clareza
e deparei-me com essa beleza
do mar e seu tapete de luz tristonho...

Me convidas a caminhar sobre as águas?
Ou lembra-me insistente do Divino
rebuscado céu alaranjado e quente,
queimando as ilusões da gente?

Sobrevôo cansado a vastidão enternecida
e percebo o quanto é poético o céu
que emocionado me convida a voar
em meus sonhos de não dormir...

Olhos alaranjados e atentos...

janela invisível de minha alma!

Mando Mago Poeta 20:34 18/12/2011