segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Chuva de estrelas

anjaaaa

Chuva de estrelas

As estrelas do céu caíram em mim
em chuva de centelhas
delirante momento de ventura!

E quando acordei, estavas ao meu lado
com seu brilho molhado
no beijo roubado
que nenhuma estrela mereceu...

Entre tantas, nessa chuva brilhante
você me teve, mesmo que por um instante
como um sol, a queimar-te de amor
mantendo sua luz e vida!

Alimenta-se de meu calor
e ainda será estrela
por uma eternidade
queimando no meu amor!

Mesmo que voltes ao céu
seguirei, Sol de seus sonhos
a fornecer-lhe mais luz e calor
nesse infindável e verdadeiro amor!

Mando Mago Poeta 22:45 31/10/2011