terça-feira, 19 de agosto de 2008

.

§ quem sou eu §

Sou a chave perdida no tempo
O cálice guardado pelo religioso
Sou a porta que não quer abrir...

Sou o pássaro na alvorada
O tornado que se dissipou
Sou o ninho que abriga a descendência...

Sou o mistério da mente cristã
A adaga que não quer ferir,
Sou a energia do coração em oração...

Sou das matas filho fiel
Mago das ervas renascido,
Sou Mago e Poeta...

em busca do desconhecido.

Mando Mago 21:16 19/8/2008