segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Semeador e as Sementes

mascaras

Semeador e as Sementes

Semente por semente
vai o lavrador
plantando almas na Terra
com um gesto de amor

Semeia indulgente
uma alma carente
que vem lá do céu

Lá onde a terra e mais hostil
vem lavrando e cantando
o Pai tão gentil

Na face da terra
que lhe sorri contente
mais um ser sorridente
que cresce e aprende
a ser 'indiferente'...

A semente brota humilde
crescendo com ares infantis
depois transforma-se adulta
com egos diversos o ser se divide!

Já não é mais inocente
nem ao menos carente...
é um amontoado de máscaras
com expressões vitrificadas
fingindo ser "gente"...

"Nem toda semente vinga,
nem toda semente se transforma em árvores,
Nem toda árvore dá frutos bons"

Mando Mago Poeta 15:16 7/11/2011