sábado, 9 de fevereiro de 2008

§§ Folhas §§

[blue]Olha como sou feliz. Olha.
Os meus sonhos acordaram-me assim,
Cheio de vida. Assim como a folha
Que caiu na relva e continuou assim...

Seus sentidos alimentando a terra mãe,
Ensinando o ciclo da vida
A torna feliz por "não morrer"
E nunca ser esquecida.

Ser folha carece humildade perfeita,
Assim, continuo tentando cair como ela
Renascendo cada dia e a espreita...
Aprendendo a ser como ela.

Feliz, meu verde amarela,
Do cinza, matiz de beleza,
Corta o céu de aquarela
Cinge o ar de certeza...

Certo de minha morte segura
Nos braços da terra mãe
As sombras a balançar com amor
Água flui, sábia...carinho...candura.
Volto à árvore mãe
Aprendendo, renovando meu amor...
[/blue]
Armando S. araujo
05/12/2007