domingo, 14 de setembro de 2008

§ Asas de meu ser§

Nos múltiplos tons desta energia que me banha,
Vejo facetada minha alma mágica e poética.
Nas cores que vibro em inspiração e emoção,
Vejo meus quadros pintados na história.

Mago e humano, caminho assim, sobre a grama molhada
Em busca da sensação de vida e existência natural...
Viajo no cosmo em pensamento e alma,
Buscando conhecimento além da vida...

Sempre destemido, carrego comigo a espada dourada,
O cajado que me faz voar nas ondas do Universo...
Sempre senhor de meus atos,
Carrego o “peso do mundo” na bagagem
E sigo meu caminho em busca de meu mais profundo
E verdadeiro EU.

Nesta jornada triste e solitária, o amor fez-me real,
Trouxe-me a ‘humanidade’ do ser...
Neste caminho de provações e aprendizado,
Encontrei-me misturado as cores e dores do Mundo!

Se me olhares com olhos mundanos não me enxergarás,
Verás que sou uma nuvem carregada de eletricidade,
Uma forma de vida sutilizada em sua complexidade...

Estou sempre partindo... Estou sempre chegando...
Nas esferas da espiritualidade, no infinito das dimensões múltiplas...
Se me sente, me vê, se me chama... Apenas diz adeus...
Para me ter completo me deixe voar,
Para que eu seja teu, apenas segure em minhas asas e...
Num ímpeto de amor e confiança, feche os olhos...

E voe comigo ao infinito!

Mando Mago Poeta
14/9/2008