quinta-feira, 5 de junho de 2008

§ Ana §

Assim como as folhas caem
Como o inverno chega
Cheguei eu...

Assim como as núvens cinzentas
Beirando o desaguar
Cheguei eu...

Caí nos seus braços amorosos
Cheio de nada
Vazio de tudo...

...Ainda hoje acordei sem ti
Poucas folhas restam...
Chuva forte ameaça...

Ainda sim continuo a te amar
Como a árvore ama a terra
Que lhe ajuda a florescer
Como o mar ama as núvens
Que não lhe deixa secar...

Armando S. Araujo
28/05/2008